Prevalence of barnacles (Crustacea; Cirripedia) and its possible relation to fibropapyllomatosis in Chelonia mydas

R. R. Zamana, A. B. Moreira, L. I. Ferreira

Resumo


A fibropapilomatose é uma afecção tumoral, caracterizada pela presença de tumores cutâneos que variam em tamanho entre 0.1 a mais de 30 cm de diâmetro. É considerada uma afecção debilitante e potencialmente fatal para as tartarugas marinhas, afetando principalmente a espécie Chelonia mydas, mas também é uma doença que tem sido registrada em outras espécies. Evidências levam a crer que a etiologia da fibropapilomatose é viral e está associada a áreas costeiras poluídas que apresentam alta densidade humana, grande aporte de resíduos industriais, domésticos e agrícolas e biotoxinas marinhas, contudo, fatores como parasitos podem ser um adicional a etiologia da afecção. Sanguessugas, cracas, algas e trematodas digenéticos foram sugeridos como um possível fator adicional na etiologia da fibropapilomatose nas tartarugas verdes (Chelonia mydas). O objetivo do presente estudo é estudar a possível associação de cracas com a fibropapilomatose na espécie Chelonia mydas (tartaruga-verde). Para isso foi realizado um levantamento bibliográfico sobre a presença de cracas em Chelonia mydas e a possível relação dessas espécies de cracas com a fibropapilomatose. Os dados foram obtidos de artigos, base de dados, cartilhas, livros, revistas científicas, sites e teses. Nesse estudo, foram encontradas 20 espécies de cracas associadas à Chelonia mydas. Sendo que dos 18 trabalhos analisados as espécies que apresentam maior frequência são a Chelonibia testudinaria (55,56%) e Platylepas hexastylos (33,34%). Nenhum trabalho com o objetivo exclusivo de estudar a relação das cracas com a fibropapilomatose foi encontrado. No entanto, alguns estudos relatam a presença de cracas em Chelonia mydas com fibropapilomas. Possivelmente não há associação de cracas com a fibropapilomatose, no entanto há a necessidade da realização de trabalhos de pesquisa com o objetivo exclusivo de estudar a relação das cracas com os fibropapilomas, já que os trabalhos encontrados que citam alguma consideração sobre o tema são poucos e restritos a determinadas regiões e não identificam as espécies de cracas, o que indica que também há a necessidade de estudos taxonômicos para as espécies.

Palavras-chave


Chelonia mydas; Epibiontes; Fibropapilomas; Tartaruga-verde

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIRRE et al. Evaluation of Hawaiian Green Turtles (Chelonia mydas) for potential pathogens associated with fibropapillomas. Journal of Wildlife Diseases, s.l, n 30, p. 8-15, 1994.

AGUIRRE, A. A. Fibropapilomas em Tortugas Marinas: um Taller del XVIII Simposio Anual sobre la Biologia y la Conservación de las Tortugas Marinas. Noticiero de Tortugas Marinas, s.l, n. 82, p. 10, 1998. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2011.

ALONSO, L. Epibiontes asociados a la tortuga verde juvenil (Chelonia mydas) em el área de alimentación y desarrollo de Cerro Verde, Uruguay. 2007.62f. Tese (Licenciada em Ciências Biológicas) - Faculdade de Ciências Exatas e Naturais, Universidade de Buenos Aires, Buenos Aires, 2007.

BAPTISTOTTE, C. Caracterização espacial e temporal da fibropapilomatose em tartarugas marinhas da costa brasileira. 2007. 66f. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada) – Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde- 11032008-153152/pt-br.php>.Acesso em: 26/03/2011.

BAPTISTOTTE, C. et al. Prevalência de fibropapilomatose em tartarugas marinhas em áreas de alimentação no Brasil. In: Anais do V Congresso e X Encontro da ABRAVAS. São Paulo: ABRAVAS, 2001.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Lista nacional das espécies ameaçadas da fauna brasileira ameaçadas de extinção 2003. Disponível em:. Acesso em: 26/03/2011.

BRUSCA, R.C; BRUSCA, G.J. Invertebrados. 2o Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

BUGONI, L. et al. Commensal Barnacles of Sea Turtles in Brazil. Marine Turtle Newsletter, s.l, n.94. p. 7-9, 2001.

CAMIÑAS, J.A. Capítulo IV: Estatus y conservación de las Tortugas Marinas en España. In: ACOSTA, J.M et al. Atlas y Libro Rojo de los Anfibios y Reptiles de España. 2o Ed. Madrid: Ministerio de Medio Ambiente, 2002. Disponível em: . Acesso em: 26/03/2011.

CHACÓN, D. et al. Manual para mejores prácticas de conservación de las tortugas marinas em Centroamérica. [s.l]: El Programa Regional Ambiental para Centroamérica de la AID-G/ CAP, 2000. Disponível em: . Acesso em: 26/03/2011.

CUBAS,Z.S ; SILVA,J.C.R, DIAS, J.L.C. Tratado de Animais Selvagens. 1a ed. São Paulo: Roca, 2007.

EPIBIONT RESEARCH COOPERATIVE (ERC). A Synopsis of the Literature on the Turtle Barnacles (Cirripedia: Balanomorpha: Coronuloidea) 1758- 2007. Epibiont Research Cooperative Special Plubication, s.l, n.1, 62pp, 2007.

FRICK, M.G; ZARDUS, J.D; WASEN, E.A.L. A New Barnacle Subfamily, Genus and Species from Cheloniid Sea Turtles. Bulletin of the Peabody Museum of Natural History, s.l, n.51, p 169-167, 2010.

FRICK, M.G; ZARDUS, J.D. First Authentic Report of the turtle barnacle Cylindrolepas darwiniana Since its Description in 1916. Journal of Crustacean Biology, s.l, v.30, n.2, p.292-295, 2010.

GAGLIARDI, F; FERRANDO, V; PASTORINO, V. Revisíon de casos clínicos de tortugas marinas em tratamiento veterinário. In: II Jornada de Conservação e Pesquisa de Tartarugas Marinhas no Atlântico Sul Ocidental, II, 2005, Praia do Cassino, Brasil.

GREENBLATT, R. et al. Genomic variation of the Fibropapilloma-Associated Marine Turtle Herpesvirus across Seven Geographic Areas and Three Host Species. Journal of Virology, s.l, v.79, n.2, 2005.

GREENBLATT. R.J et al. Geographic variations in marine turtles fibropapillomatosis. Journal of Zoo and Wildlife Medicine, s.l, v. 36, n. 3, p. 527- 530, 2005.

HAYASHI,R; TSUJI,K. Spatial distribuiton of turtle barnacles on the green sea turtle, Chelonia mydas. Ecological Research, v.23, p. 121-125, 2007.

HERBST, L.H; KLEIN, P.A. Green Turtle Fibropapillomatosis: Challenges to Assessing the Role of Environmental Cofactors. Environ Health Perspect, s.l , v. 103, sppl 4, p. 27-30, 1995.

HICKMAN, C.P; ROBERTS, L.S; LARSON, A. Princípios Integrados de Zoologia. 11o Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

INTERNACIONAL UNION FOR CONSERVATION OF NATURE. IUCN red list of Threatened Species. Disponível em . Acesso em: 26/03/2011.0

KNOBL, T; REICHE, R; MENÃO, M.C. Fibropapilomatose em tartarugas marinhas. Neotropical Biology and Conservation, s.l, v. 6, n.1, p. 64-69, 2011.1.

LACKOVICH, J.K. et al. Association of herpesvirus with fibropapillomatosis of the green turtle Chelonia mydas and loggerhead turtle Caretta caretta in Florida. Diseases of aquatic organisms, s.l, n. 37, p.89-97, 1999.

LORETO, B.O; BONDIOLI, A.C. Epibionts associated with Green Sea Turtles (Chelonia mydas) from Cananéia, Southeast Brazil. Marine Turtle Newsletter, s.l, n. 122, p. 5-8, 2008.

MARTAGÓN, V.L. et al,Health Indices of the Green Turtle (Chelonia mydas) along the Pacific Coast of Baja California Sur, Mexico. I.Blood Biochemistry Values. Chelonian Conservation and Biology, s.l, v.9, p.162-172, 2010.

MOLINA, F.F; MATUSHIMA, E.R, MAS.M. Class Reptilia, Order Chelonia (Testudinata) (Chelonians): Turtles, Tortoises.In: FOWLER, M.E; CUBAS, Z.S. Biology, Medicine and Surgery of South American Wild Animals. 1 ed. Ames: Iowa States University Press, 2001.

MORIARTY, J.E; SACHS, J.A; JONES, K. Directional Locomotion in a Turtle Barnacle, Chelonobia testudinaria, on Green Turtles, Chelonia mydas. Marine Turtle Newsletter, n. 119, p. 1-4, 2008.

ORR, R.T. Biologia dos vertebrados. 5o Ed. São Paulo: Roca, 1986.

PEREIRA, S et al. Epibionts Associated with Chelonia mydas from Northern Brazil.Marine Turtle Newsletter, n. 111, p. 17-18, 2006.

POUGH, L; JANIS, C.M; HEISER, J.B. A vida dos vertebrados. 3o Ed. SãoPaulo: Atheneu, 2003.

RUPPERT, E.E; FOX, R.S; BARNES, R.D. Zoologia dos invertebrados. 7o Ed. São Paulo: Roca, 2005.

SANCHES, M.T. Tartarugas marinhas. Brasil: Projeto Tamar, 1999. São Paulo: ed Roca , p 108-110, 2007.

TAMAR. Ameaça de extinção. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2011a.

TAMAR. Bases. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2011e.

TAMAR. Ciclo de vida. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2011b.

TAMAR. Classificação. Disponível em: . Acesso em: 26/03/2011c.

TAMAR. Porque é preciso proteger ?. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2011d.

WYNEKEN, J. The anatomy of sea turtles. Estados Unidos: Department of Commerce NOAA Technical Memorandum NMFS-SEFSC-470, p. 1-172, 2001.

YOUNG,P. Lepadomorph cirripeds from the Brazilian coast. I- Families Lepadidae, Poecilasmatidae and Heteralepadidae. Bulletin of Marine Science, s.l, n 47, p. 641-655, 1990.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.